Deus da Carnificina – Uma comédia sem juízo

teatro-deus-da-carnificina-foto-Guga-Melgar-502-1

Inaugurando a categoria “Arte faz um bem” em grandessíssimo estilo. Hoje eu e o Pibe fomos assistir o espetáculo Deus da Carnificina, depois de tentarmos ontem mas, claro, estava lotado.

Antes de mais nada, deixemos bem claro que não pretendo aqui, fazer críticas às experiências que vivencio. São apenas minhas impressões pessoais 🙂

Eu não deixo de me espantar com as constantes lotações dos teatros aqui em Sampa. Das peças mais “broadway” às mais alternativas, todas estão sempre cheias, e a chance de chegar na bilheteria e dar de cara com a plaquinha de lotado é muito grande. Quem avisa amigo é: por garantia, pague a maldita taxa de conveniência e compre antecipado pela internet.

Deus da Carnificina (Le Dieu du Carnage) é uma comédia muito muito muito bem escrita pela francesa Yasmina Reza. A história traz dois casais que se encontram pra resolver um probleminha com seus filhos pequenos: um quebrou dois dentes do outro numa briga. O que era para ser uma tentativa de entendimento acaba em um verdadeiro e crescente caos. A polidez inicial desaparece e se transforma numa troca de insultos sem vergonha. Foi recentemente levado à telona pelo Polanski, com um elenco bem mais ou menos, composto apenas por Kate Winslet, Christoph Waltz, Jodie Foster e John Reilly. Eu simplesmente amei o filme e quando soube que o teatro brasileiro contava com uma montagem, enlouqueci.

A montagem é do diretor Emilio de Mello, e no elenco estão os brilhantes Deborah Evelyn, Julia Lemmertz (premiadíssima por essa atuação), Orã Figueiredo e Paulo Betti. Eles estiveram no Porto Alegre em Cena no ano passado mas é claro que quando a faísca atrasada aqui foi atrás de ingressos, eles já eram.

Então hoje finalmente conseguimos assistir, e nossas grandes expectativas não foram decepcionadas: amamos o espetáculo! Os atores estão muitíssimo bem, Julia Lemmertz faz jus às indicações e prêmios de melhor atriz pois realmente está maravilhosa, com um puta trabalho de corpo, os outros três atores estão também todos muito bem. Adorei principalmente o trabalho do Orã Figueiredo, que eu não conhecia, e que tem um timing de piada maravilhoso.

Recomendo muito! Quem mora ou está em Sampa não pode perder!

A peça fica em cartaz no Teatro Sergio Cardoso, no Bela Vista em Sampa, até dia 5 de maio e 2013, por 40 dinheiros. Estudante, classe artística e idoso pagam meia ieeeei!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s