Desejo de feijão com arroz no meio da tarde x A temida Panela de Pressão

feijão-com-arroz

Fui pra academia no meio da tarde. Treino de perna – odeio. Depois do treino fiz mais 10 minutos de escada – esse aparelho é made in hell. Depois fiz mais 20 minutos de bike. Não preciso nem dizer que cheguei em casa com um buraco negro na barriga. Então tomei um scoop de whey isolado com água e comecei a planejar o meu “lanchinho”.

Tive uma vontade avassaladora de feijão com arroz – para comer de colher – e não pensei duas vezes. Mas minha fome não aguentaria 1 hora e tanto de cozimento do feijão. Foi quando decidi quebrar o tabu de 29 anos e tirei a panela de pressão do armário.

A vida toda minha mãe me recomendou não fazer uso de tal engenhoca, por ser, de acordo com ela, perigosa. Minha mãe, tão íntima da cozinha, já teve problemas explosivos ao usar a panela de pressão, então confesso que sempre tive medo e nunca usei. Mas hoje a fome venceu o medo e uhuuuuuuu estou aqui vivíssima e de barriguinha cheia escrevendo pra vocês!

Gente, pelo que eu li, porque sim li muito sobre panelas de pressão enquanto tomava meu whey hahahah, as panelas de pressão quando em dia e usadas corretamente não apresentam risco algum.

Você sabia que a panela de pressão cozinha os alimentos até 3 vezes mais rápido do que as panelas normais?

Achei esse texto que super explica tudo sobre esse objeto assustador, então vou me poupar o trabalho de escrever tudo e simplesmente Control C Control V, claro, com os devidos créditos.


Veja bem: a água ferve a 100°C no Rio de Janeiro (ao nível do mar).

Lá no topo do Everest (8.848 m de altitude), a água ferve a 72°C.

Lá no alto, a pressão atmosférica é menor, a água ferve a uma temperatura mais baixa e a sua batata vaidemorar bem mais para cozinhar. Nem adiantaria aumentar o fogo, porque quando a água entra em ebulição (fervura) em uma panela normal, ela mantém essa temperatura mesmo que receba mais e mais calor. O que acontece se você aumentar o fogo, é que a água vai evaporar mais rápido e você ainda vai desperdiçar gás!

Essa tal de panela normal é uma pedra no seu caminho, não é? Se ela fosse uma panela genial, deixaria a água ferver e continuar aumentando a temperatura para as suas batatas cozinharem muito mais rápido!

Tudo bem que você não está no topo do Everest, mas mesmo com a água esquentando até 100°C (quando ela ferve e a temperatura pára de subir), é claro que você quer que ela fique muuuito mais quente para as suas batatas ficarem cozidas mais rápido! Certo?

É aí que entra a panela de pressão! Observe a figura abaixo:

panela de pressao Como funciona a panela de pressão

Trata-se de uma panela totalmente vedada (tem uma borracha que veda toda a superfície de contato da tampa com a panela), que impede que o vapor escape. Como esse vapor vai se acumulando dentro da panela, a pressão dentro dela aumenta e fica maior do que a pressão atmosférica.

Como o nível do mar é o máximo de pressão atmosférica que podemos ter para cozinhar (a menos que faça uma viagem para as profundezas do oceano para fazer seu almoço), a panela com uma pressão mais alta por dentro é a única maneira de conseguir que a água suba para uma temperatura superior a 100ºC, atingindo mais ou menos 120°C. Com uma temperatura mais alta da água, suas batatas cozinharão rapidinho!

Mas não é simples assim. Para que não aconteça um acidente, existem as válvulas. É dela aquele barulhinho de apito que você conhece.

É comum que as pessoas se apavorem quando a válvula começa a soltar fumaça. O detalhe é que se pode apavorar se ela não soltar a fumaça!!

Olhe a figura.

O vapor vai aumentando lá dentro e a pressão vai subindo. Chega uma hora que essa pressão atinge um limite. Se subir mais, pode ficar perigoso. Aquela válvula que você vê no centro da tampa, é mantida fechada por um pininho que é relativamente pesado. Quando a pressão dentro da panela atinge o limite, ela consegue empurrar o pino para cima, possibilitando assim que o excesso de vapor escape. Desta maneira a pressão interna se mantém, controlada pela válvula!

Portanto, quando você vir que sua panela está soltando vapor e o pino estiver dançando para lá e para cá no mesmo ritmo, está tudo ok! Não mexa na válvula porque ela garante a sua segurança! Deixe ela trabalhar sozinha!

A outra válvula, de segurança, serve para quando a válvula central não funcionar (porque entupiu, por exemplo). Elas podem estar na tampa (como na figura), embaixo do cabo ou nas bordas da panela. Se a válvula central falhar, elas irão abrir para evitar uma explosão.

Você já deve estar imaginando que, para abrir a panela, é preciso esperar que ela esfrie. Está correto. Se a panela ficou fria, a pressão já vai ter saído.

Tem muita gente que coloca a panela debaixo d’agua para acelerar o resfriamento. Deixe a parte inferior embaixo da água corrente mas não mexa na válvula para diminuir a pressão, porque o alimento pode escapar.

NUNCA ABRA A PANELA SEM ESTAR SEGURO DE QUE NÃO HÁ MAIS PRESSÃO DENTRO DELA.

CONFIRA SEMPRE SE O PINO ABAIXOU COMPLETAMENTE.

Cuidados no uso da panela de pressão

– Dentro da panela tem uma marca que é o nível máximo que você pode preencher com alimentos. Um terço da altura da panela precisa ficar livre, caso não encontre a marcação. Esse espaço é para evitar que o alimento em ebulição obstrua o caminho de escape da válvula.

– Fique atento ao ruído da panela. Se ele for interrompido de repente, desligue-a e espere esfriar.

– Lave sempre muito bem a válvula, para evitar que ela entupa. Limpe o orifício com cuidado, desobstruindo-o de qualquer sujeira. Limpe o pino direitinho também.

– Quando a panela começar a soltar vapor, abaixe o fogo. Como você já sabe, a temperatura da água não vai mais aumentar.

– A qualquer sinal de escape de vapor pela borracha, troque-a.

– Não abra a panela sem que todo o vapor tenha saído (repetindo, para você não esquecer).

– Não permita a presença de crianças dentro da cozinha quando a panela estiver funcionando.

– Consulte sempre seu manual de instruções. Lá você vai ter certeza das informações sobre o uso da sua panela, de acordo com o modelo dela.

icon wink Como funciona a panela de pressão

Extraído do site Socorro na Cozinha.


 

E é assim que preparo meu feijãozinho:

1- 3 xícaras de feijão já lavado e selecionado na panela com 2 litros de água;

2- fechar a panela com cuidado e fogo alto até a panela começar a chiar;

3- e a bicha chia viu.. chia ALTO! Essa é a hora de colocar em fogo baixo;

4- enquanto cozinha, já vou picando meia cebola e três dentes de alho;

5- 40 minutos depois, abrir a panela com todo o cuidado informado acima;

6- em outra panela, frito a cebola e o alho. Hoje me dei o luxo de 1 colher de azeite de oliva para fritar, mas geralmente frito na água mesmo, como explico aqui;

7- como mamãe me ensinou, adiciono 1 colher do feijão cozido nesse refogado e aperto com um garfo, formando um creminho. Isso dá uma encorpada no caldo do feijão. Não é genial?;

8- junto metade do feijão cozinho, pois é o que vou comer entre hoje e amanhã, e só essa parte será temperada;

9- adiciono 1/2 xícara de água, acerto o sal, coloco pimenta malagueta ou Tabasco e uma folha de louro;

10 – tampo a panela e deixo cozinhando mais uns 10 minutos em fogo baixo, para o caldo ficar cremoso e pronto!

feijão-com-arroz-1

A outra metade do feijão (a que ficou sem tempero), eu congelo em vários potinhos, para porções individuais. Então, quando vou preparar a refeição, basta descongelar, repetir o processo do tempero e sempre tenho feijão fresquinho! Segredinhos de mãe são sempre preciosos, não é?

Gosto de comer assim mesmo, de colher, com arroz integral e deu!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s