Desejo de feijão com arroz no meio da tarde x A temida Panela de Pressão

feijão-com-arroz

Fui pra academia no meio da tarde. Treino de perna – odeio. Depois do treino fiz mais 10 minutos de escada – esse aparelho é made in hell. Depois fiz mais 20 minutos de bike. Não preciso nem dizer que cheguei em casa com um buraco negro na barriga. Então tomei um scoop de whey isolado com água e comecei a planejar o meu “lanchinho”.

Tive uma vontade avassaladora de feijão com arroz – para comer de colher – e não pensei duas vezes. Mas minha fome não aguentaria 1 hora e tanto de cozimento do feijão. Foi quando decidi quebrar o tabu de 29 anos e tirei a panela de pressão do armário.

Continuar lendo

Fritas que não são fritas!

Eu adoro mentir pra mim mesma, é tão reconfortante…

Escrevo esse post agora, super satisfeita com a bela porção de fritas-fake que acabo de mandar ver.

Tão simples, tão fácil, tão prático, tão crocante, tão absolutamente delicioso.

fritas-fake

Essas batatas fritas na realidade são batatas doces assadas.

Ingredientes:

– meia batata doce grande;

– 1 colher de chá de cominho em pó;

– 1 colher de sopa de azeite de oliva;

– sal a gosto.

Preparo:

1- lavar a batata doce, porque mantemos a casca, rica em fibras;

2- cortar a batata em formato palito;

3- em uma tigela média, misturar bem a batata, o cominho, o azeite de oliva e o sal;

4- acomodar a batata em uma fôrma, de maneira que todas as batatas encontrem o fundo da fôrma, para dar aquela tostatinha gostosa;

5- deixar em fogo média por 15 minutos, virar todas as batatas e deixar por mais 15.

Pronto! Que tal preparar essa delícia para comer assistindo amanhã a Argentina tomar um laço da Suíça?

batata-frita-fake

Sopa Creme de Tomate

sopa-de-tomate

Terça-feira fiz a trabalhadeira e não rolou fazer feira. Logo, nada na geladeira… sabe assim? Quaaaaa.. rimou tudo #adoro.

Bom… preguiça gigante de ir no super (mercado) comprar mantimentos, então resolvi me virar com o que tem.

sopa-de-tomate3

E não é que saiu essa maravilha?!?!! De verdade, bom demaaaais essa sopa!!!! E super hiper mega master blaster fácil de pre-parar!

Ingredientes:

* 1 lata de tomate pelado;

* 1/2 cebola roxa picada;

* 2 dentes de alho picadinhos;

* 1/2 colher de sopa de farinha de linhaça dourada;

* Sal do Himalaya e pimenta Tabasco a gosto. Eu curto dar uma caprichada na pimenta, tipo língua ardendo ❤

sopa-de-tomate5

Preparo:

1 – “Fritar” o alho em água fervente, e em seguida, acrescentar a cebola para “fritar” também;

2 – Acrescentar o tomate pelado, a pimenta, o sal e a farinha e deixar cozinhar por uns 10 minutos;

3 – Bater no liquidificador (ou processador) e pronto!

Pode?!! Fácil desse jeito?! Sério… ridículo de fácil!

Pra acompanhar essa delícia e dar uma reforçada, já que a Sopa é SUPER LEVE, enquanto deixava a bycha cozinhando, fiz um pãozinho low carb pra acompanhar. Receita dele aqui. Apenas mudei a farinha de soja pela de linhaça dourada, ficou incrível Fiz num pote plástico quadrado e ficou tipo pão de forma hihihihi.. aí cortei ele no meio e virou duas fatias, então recheei com uma fatia considerável de ricota, uma colher de cottage e esquentei no grill. Pensa em uma jantinha super saudável super delícia e super duper hiper mega master blaster prática!!! Apaixonei.

sopa-de-tomate2

Suflê de Moranga e Gengibre – sem farinha!

sufle-de-abobora-e-gengibre6

Quem foi que disse que suflê tem que levar farinha?

Se você é como eu que evita farinha de trigo ao máximo pois sabe de tudo isso…

  • O trigo moderno é muito diferente do trigo que nossos avós consumiam. É o resultado de milhares e entrecruzamentos e hibridizações feitas nos anos 50, resultando em uma planta diferente, com maior quantidade de amido e um glúten mais problemático para o ser humano
  • O tipo de amido presente do trigo (amilopectina A) é o de mais fácil digestão, produzindo aumento de glicose (e portanto de insulina) mais intenso do que o consumo de açúcar de mesa (sacarose). É isso mesmo,uma fatia de pão integral aumenta mais a sua glicose do que a mesma quantidade de sacarose (açúcar de mesa)
  • A Gliadina, uma das proteínas do glúten, leva a um aumento da permeabilidade intestinal, o que por sua vez permite que proteínas inteiras sejam absorvidas para a corrente sanguínea, provocando reações de auto-imunidade.
  • O glúten parcialmente digerido produz peptídeos denominados de“exorfinas”, um estimulante dos receptores opioides no cérebro, assim como a heroína. Estas exorfinas aumentam a fome e levam a um verdadeiro vício no consumo de produtos derivados do trigo. O simples bloqueio farmacológico das exorfinas já leva a um consumo de 400 calorias diárias a menos. Ou seja, o trigo é um poderoso estimulante do apetite.
  • Além da conhecida Doença Celíaca, na qual os pacientes experimentam dores abdominais e diarreia com o consumo de glúten, há um grande número de patologias autoimunes associadas ao consumo de trigo. Podemos citar, por exemplo, atrite reumatoide, lupus, dermatite herpetiforme, ataxia cerebelar, esclerose múltipla, colite ulcerativa, cólon irritável, enxaquecas, entre outras. Muitos destes pacientes não apresentam os sintomas de doença celíaca, mas tem os anticorpos para d. celíaca positivos. Outros tem estes anticorpos negativos e, não obstante, melhoram com a retirada total do trigo.

… mas adora um suflê, eis abaixo uma receita dessa maravilhinha da gastronomia, tão prática e rápida, que NÃO LEVA farinha!

suflê-de-abóbora-e-gengibre5

Andei fazendo Creme de Moranga (Abóbora Japonesa) com Gengibre dia desses, mas cozinhei pra um batalhão sendo que era apenas eu e meu Pibe pro jantar! Resultado: sobrou horrores e todos os dias venho inventando coisinhas novas com ele! Ontem botei ele no Salgado Maromba e ficou óteemo, só na hora de tirar da forma o deeegraçado quebrou e não deu pra tirar foto grrrrr… Mas essa receita de hoje além de muuuuito gostosa, ficou super fotogênica então posso compartilhar com vocês êêêêêêêêêêêêêêê!!!

suflê-de-abóbora-e-gengibre7

SUFLÊ DE ABÓBORA COM GENGIBRE – SEM FARINHA!

Ingredientes:

– 2 claras;

– 3 colheres de creme de moranga e gengibre;

– 2 colheres de sopa de queijo cottage.

Preparo:

1- Ai Deus… eu não ensinei #comofaz o Creme né? Então vai lá: bota a abóbora numa panela com o gengibre e cebola em cubinhos, pimenta do reino e tico de sal, cobre com água até 1 dedo acima, tampa a panela e deixa. Quando a abóbora ficar molinha é hora de tirar do fogo e bater no liquidificador ou no processador e pronto! Aos preguiçosos práticos, informo que a maldição da retirada da casca da abóbora não precisa ser realizada: ela fica molinha e não interfere no gosto do creme, o máximo que acontece é o creme cor de laranja ficar com uns pedacitos verdes que eu até acho charmoso hihihihihi.

Bom, creme pronto, vamos às vias de fato:

2-  Bater as claras em neve, e não reclamem porque assim já queimam as calorias ingeridas e malham o ombro!;

3- Misturar uma colher do cottage ao creme de abóbora;

4- Misturar com delicadeza a clara em neve ao creme;

5- Untar uma fôrma com óleo de coco e distribuir a mistura nela;

6- Salpicar o restante do cottage por cima;

7- Forno por 20 minutinhos e pronto!

Receita mais fácil, nutritiva, light e prática impossível!

suflê-de-abóbora-e-gengibre3

Ah! Porção individual, pra quem adora comer a travessa todinha sozinha hohohoho.

suflê-de-abóbora-e-gengibre4

Sopa Creme de Abacate – Sopa pa nóis!

sopa-creme-de-abacate

Reza a lenda que amanhã é pra esquentar de novo em Porto Alegre. 30 graus em pleno 7 de agosto, é isso mesmo produção?

Pavoooooor de calores fora de hora! Quero frio! Quero gorro! Quero cachecol! Quero casaco de lã! Quero que apareçam apenas os meus olhos quando  sair na rua! Quero sopa! Sopa pa nóis!

Então jack a noite tá friazinha, vamos nos despedir temporariamente do frio com uma super delícia, até que esse veranico dozinferno passe de uma vez? SOPA PA NOIS!

E quem aqui já comeu abacate em alguma receita salgada fora o guacamole? Pois eeeeu fiquei curiosíssima com uma receita que encontrei no blog “Mais Gordura Menos Carboidratos” e resolvi experimentar! Adaptei, claro, ao meu gosto pessoal e segue abaixo a minha versão!!

Mas abacate não é gordo, quase um inimigo da dieta? Sim e não! O abacate é gordo sim, riquíssimo em gordura, mas gordura da boa, meRmão! E nossa dieta precisa de gordura da boa!

Eis os benefícios do abacate na dieta, de acordo com a revista Boa Forma:

Exterminador de gordura: o abacate é rico em gordura e, consequentemente, tem muitas calorias (160 em 100 gramas). Por isso nem pense em exagerar. Você deve, sim, incluí-lo no cardápio com frequência e em doses moderadas, sozinho ou em receitas leves. Esse é o segredo para ajudar a secar a barriga – poder que vem (adivinha!) da gordura, segundo estudo da faculdade de medicina da Universidade Harvard. Formada basicamente de ácido oleico (a mesma substância anti-inflamatória do azeite de oliva), a gordura do abacate reduz o risco de síndrome metabólica – desordem no metabolismo capaz de desencadear diabetes e ganho de peso.

Redutor de cortisol: outro componente da fruta que favorece o emagrecimento é a glutationa. “Essa substância, presente naturalmente no organismo, é reforçada pelo o abacate. Resultado: maior controle nos níveis de cortisol, o hormônio do stress que, em excesso no organismo, dificulta a perda de peso”, explica Daniela Jobst, nutricionista da Nutrijobst, em São Paulo. Pior: faz você acumular gordura especialmente na barriga. A glutationa ainda tem ação detox – ou seja, contribui com o fígado na eliminação das toxinas.

Bloqueador de inflamação: mais uma substância do fruto do abacateiro, o beta-sitosterol age como um anti-inflamatório, fazendo com que as células do organismo exerçam melhor suas funções. Isso não só facilita a dieta como diminui o aparecimento de rugas precoces e celulite. A pele também fica mais bonita porque o abacate tem substâncias antioxidantes como as vitaminas A, C e E.

Inibidor de apetite: a gordura da fruta ainda aumenta a sensação de saciedade e adia a fome. Para obter esse efeito (lembre-se!), basta uma porção moderada – uma fatia fina na salada, por exemplo. Quando você acrescenta o abacate na refeição tem mais uma vantagem: aumenta a absorção do licopeno, famoso antioxidante presente principalmente no tomate. E quanto mais suprir seu organismo dessas substâncias, mais fácil aparece o resultado da dieta – e mais chapada fica a barriga!

Vamos à receita!

Sopa Creme de Abacate

Rende 1 tigela grande

Ingredientes:

  • 1 abacate ou 2 avocados (abacate pequeno, preto e mais denso) em temperatura ambiente;
  • 1/2 cebola picada;
  • 1 dente de alho picado;
  • 2 + 1/2 xícaras de caldo de legumes Vitalie (só uso esse caldo porque sou uma burrica que não prepara caldos feitos em casa, mas ele é o menos ruim no mercado, tem quase nada de gordura, mas sódio claro que tem… saco! Nota mental: preparar caldo feito em casa!)
  • sal e pimenta-do-reino a gosto;
  • pimenta malagueta a gosto (usei 1 + 1/2 e ficou bem picantezinho, eu gosto!)

Preparo:

  1. Refogue a cebola picada e alho na água (como explico aqui) até ficar mole, mas sem pegar cor;
  2. Adicione o caldo diluído na água, o sal e as pimentas;
  3. Ferva por alguns minutos para o caldo pegar o sabor dos temperos;
  4. Coloque o abacate no liquidificador e bate até ficar com textura homogênea;
  5. Adicione o caldo e bate de novo;
  6. Sirva imediatamente, regando com um fio de óleo de oliva e salpicando um pouquinho de parmesão ralado.

THIS IS PERFECTION!!!!

Rola a boca pequena que o abacate quando submetido a temperaturas muito elevadas, pega um gostinho um tanto amargo. Não queremos que isso aconteça, por isso apenas acrescentamos o creme de abacate ao caldo fervente, ao final. Não é genial?

Claro que a quantidade de abacate que vai nessa receita é maior do que a recomendada na dieta, mas assim de vez em quaaando pode tá?

sopa-creme-de-abacate1

Bon appétit!